Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GUATAPORANGA
PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GUATAPORANGA

Agenda de Eventos




DADOS DO MUNICÍPIO

 

Pequena cidade do oeste paulista, completou 53 anos de emancipação política administrativa em 2012, e tem tradição agrícola. A cultura canavieira é a principal base econômica, embora muitas propriedades rurais dediquem-se à produção de milho, café, feijão, urucum e frutas, como tangerina, mamão, manga e uva. Na pecuária, têm maior relevância os rebanhos bovinos, suínos e a avicultura.
 
A denominação do município é derivada da língua tupi e significa, para alguns estudiosos, "caminhar bonito" (junção de gûatá, "caminhar", e poranga, "bonito"), para outros, o topônimo pode estar relacionado a uma espécie de veado de coloração avermelhada, que aparecia nas terras da Fazenda Guataporanga.
 
O balneário municipal é o principal ponto de lazer e de recreação. Localizado a 500 metros da zona urbana, possui duas piscinas e um palco coberto para eventos. A festa em louvor à padroeira Nossa Senhora Aparecida e a de aniversário da cidade são as mais populares do lugar.
 
Localização
 
Situa-se a 382 metros de altitude e fica a 628 quilômetros de distância da capital paulista. São João do Pau d'Alho, Monte Castelo, Tupi Paulista e Santa Mercedes são os municípios limítrofes.
 
O acesso é feito pela Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294) e pela SP-563.
 
História
 
Nova Guataporanga surgiu de um povoado, situado na região de Gleba Pau d'Alho. Fundado por volta de 1947, por José Alves Ferreira, teria recebido, inicialmente, o nome de Goataporanga. O desenvolvimento girou em torno da cultura cafeeira e a formação administrativa teve início em 30 de dezembro de 1953, quando foi criado o distrito no Município de Tupi Paulista.
 
Torna-se autônomo em 18 de fevereiro de 1959, com território desmembrado dos Municípios de Monte Castelo e Tupi Paulista.

Galeria de Fotos